Uma Geração Consagrada

Antes de entrar em assunto novo, responderei alguns questionamentos do post anterior. Quando nos referimos a algum membro do Ministério Zoe como “Ministro” de louvor, entra exatamente na questão levantada de que os nossos “Dirigentes”, antes de mais nada, tem um chamado especifico dentro dos 5 ministérios. Portanto, sempre que alguém no Ministério Zoe é reconhecido como “Dirigente” de louvor é porque essa pessoa além de ter um dom relacionado a música, já exerce um dos 5 ministérios, e isso não implica necessariamente em uma unção de reconhecimento perante a igreja, mas num entendimento do reconhecimento da função, antes mesmo da unção com o óleo.

Hoje, quero falar um pouquinho sobre o entendimento que temos de “separação” para Deus.
Desde que começamos o Ministério Zoe, o Espírito Santo nos deu direções especificas, e uma delas foi: “eu quero uma geração consagrada”.
Nós temos vivido, a cada dia, santidade e consagração a Ele.
Entenda que, o que irei falar agora é muito polemico, e minha intenção não é propagar uma doutrina ou te convencer a viver algo que você não acredite, estou dizendo que isto é o que nós do Ministério Zoe vivemos e temos como base doutrinária.

Alguns significados da palavra CONSAGRAR: “dedicar a” , “Tornar sagrado”, “de uso exclusivo de”. Como nosso foco é Louvor, música e adoração, quando eu falar de louvor estarei me referindo a música e adoração.
Lembrando que são coisas distintas, adoração é um padrão de vida, louvor é uma forma de expressar minha adoração que pode ser com música, com gestos ou palavras.

Os integrantes do Ministério Zoe, não ouvem, não cantam, não tocam e não dançam música secular.

Entendemos que a bíblia é bem clara desde o começo, Deus criou tudo muito separado, muito distinto, luz e trevas, dia e noite – “E viu Deus que a luz era boa; e fez separação entre a luz e as trevas. Chamou Deus à luz Dia e às trevas, Noite.” – Genesis 1: 4 e 5 bem e mal “mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás.” – Genesis 26: 17 Portanto a música só pode ser direcionada a Deus (bem) ou ao Diabo (mal), não existe uma terceira opção.

A música é uma criação de Deus, no livro de Jó vemos que antes de tudo existir a música já existia, e enquanto Deus criava tudo os anjos cantavam “Onde estavas tu, quando eu lançava os fundamentos da terra? Dize-mo, se tens entendimento. Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel? Sobre que estão fundadas as suas bases ou quem lhe assentou a pedra angular, quando as estrelas da alva, juntas, alegremente cantavam, e rejubilavam todos os filhos de Deus?” – Jó 38: 4 à 7 –

Mas, a música foi deturpada com a queda de lucífer.
Hoje, vemos que maior arma do inferno para manipular jovens e adolescentes é a música, aliás em todos os tempos, a música sempre foi usada para manipular e ninguém melhor do que aquele que entendia muito de música para manipulá-la.

“Estavas no Éden, jardim de Deus; de todas as pedras preciosas te cobrias: o sárdio, o topázio, o diamante, o berilo, o ônix, o jaspe, a safira, o carbúnculo e a esmeralda; de ouro se te fizeram os engastes e os ornamentos; no dia em que foste criado, foram eles preparados.” – Ezequiel 28: 13 – Fala de Lúcifer, onde a palavra “engastes” significa – Pandeiro , Tamborim.  / toph – pandeiro, tamborim / derivado da palavra taphaph  tocar pandeiro, tocar, tamborilar (sobre um pandeiro ou outro objeto) tocando

Você pode me dizer: pastor, mas, e o que sai do coração do homem?
A minha bíblia fala que tudo de ruim sai do coração do homem. – “Mas o que sai da boca vem do coração, e é isso que contamina o homem. Porque do coração procedem maus desígnios, homicídios, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos, blasfêmias. – Mateus 15: 17, 18

A música tem o DNA de quem a compõe, é por isso que quando você ouve uma certa música fica depressivo e nem sabe o porquê. E, se uma fonte é amarga ela não pode jorrar água doce. – Acaso podem sair água doce e água amarga da mesma fonte?” – Tiago 3: 11
Este princípio se aplica também ao tipo de louvor que você escuta. Se a pessoa que compôs e está cantando for uma fonte suja, seu louvor será sujo.

Outra coisa que entendemos, é que o Espírito Santo nos ensina tudo o que precisamos. – “mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito.” – João 14: 26                                                                                                                                                          “Quanto a vós outros, a unção que dele recebestes permanece em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina a respeito de todas as coisas, e é verdadeira, e não é falsa, permanecei nele, como também ela vos ensinou.” – 1 João 2: 27

Não dá para pegar o dom que Deus deu e aperfeiçoar com o inferno.

Nós prezamos pela excelência, mas nossa prioridade é a unção, é expressar aquilo que vivemos através do que cantamos. E temos um grande exemplo a seguir na bíblia; Davi o grande salmista de Israel, cantor, compositor, luthier e maestro. Minha bíblia não fala que ele frequentou conservatório musical, ele não tinha tempo para isso, seu público eram as ovelhas, (depois ele passou a vida guerreando e reinando) mas quando ele cantava o demônio fugia de Saul.                                                                                                                                                                       Davi teve inspiração para construir instrumentos novos, compor estilos musicais novos, estabelecer um novo estilo de louvor e uma nova forma de adorar com danças, palmas, alegria, jubilo, barulho. De onde Davi tirou tudo isso? Te garanto que não foi da internet, não foi em nenhum site de busca e muito menos com referenciais de sucesso da época. Foi dos céus, foi inspiração do Espírito Santo que se apossou dele já na primeira unção que ele recebeu através de Samuel. Poderia me estender aqui e falar do livro de Daniel, que mostra que existe uma música e uma forma de adoração da Babilônia. Mas resumindo, o que nós entendemos é que, o que não é para Deus é para o Diabo. Se não é filho de Deus é do Diabo. Jesus falou que “quem não é por mim é contra mim; e quem comigo não ajunta espalha.” – Lucas 11: 22

Todos os integrantes do Ministério Zoe se separaram para Deus. Consagraram sua voz, seus instrumentos, suas vestes de dança, sua vida. E quando você se consagra, sua oração passa a ser essa:

“Pai, Você deu a oportunidade e o privilégio de eu me apresentar diante de Ti e de me oferecer para te servir. Pai, eu sou Teu.
Daqui em diante meus ouvidos, mãos e pés, que foram comprados pelo sangue de Cristo, são exclusivamente Teus.
O mundo não pode usá-los mais, nem eu tão pouco os usarei mais.
Tudo é teu, por você e para você.   Amém!”

nEle

Pr. Rogério Silva, um Farroupilha

3 Comentários

  • Felipe Freitas Teixeira

    Gostaria de agradecer a Deus e a você Pastor,pois tenho sido muito edificado através dos posts.. Que Deus abençoe a vida de vocês do Zoe e que Deus continue usando vocês para despertar homens e mulheres nessa geração,para viverem um novo nível de intimidade com Jesus e de santidade ao Senhor, tenho sido despertado a buscar algo novo todos os dias e a manter a chama acesa no altar.

    15 de setembro de 2016 at 03:58
  • DJ Pablo Verano

    Entendo que o ponto deste “post” é em dizer que o Ministério Zoe vive uma viva de santidade e que Deus tem honrado vocês por essa decisão e concordo plenamente que a música como qualquer outra coisa pode ser deturpada pelo diabo.
    Porém, eu simplesmente gostaria de questionar sua afirmação que “Os integrantes do Ministério Zoe, não ouvem, música secular”.
    Não conheço a vida particular deles, nem tampouco convivo com eles, mas sei que são jovens que assistem filmes e seriados.
    A maioria dos filmes começam ou terminam com uma música ou trilha sonora que não é composta por um evangélico.
    Como exemplo, filmes chamados “blockbusters” como Capitão América, Guerra nas Estrelas (John Williams e a osquestra sinfônica de Londres) Titanic têm trilhas sonoras que não são louvores.
    Os seriados mais vistos hoje como “Stranger Things” e “Game Thrones” nem tampouco.
    Sabendo que os jovens do “Ministério Zoe” assistem filmes e seriados que têm música “secular”, sua afirmação “Os integrantes do Ministério Zoe, não ouvem, música secular” não incorreta?

    15 de setembro de 2016 at 07:13
    • Pr. Rogério Silva

      Pergunta muito boa!

      Quero começar a resposta com uma oração que Jesus fez ao Pai intercedendo por nós:
      “Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal. Eles não são do mundo, como também eu não sou. Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade. Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo.” – João 17: 15 à 18

      Nós precisamos entender que nunca foi a intenção de Jesus nos excluir do mundo, mas sim nos dar poder para fazer a diferença no meio de um sistema totalmente dominado pelo inferno. Somos uma nação santa, uma geração separada, para estabelecer os princípios do Reino dos céus aqui na terra. E temos o poder do Espirito Santo em nós que nos capacita em todas as situações.

      Quando eu falo que não ouvimos música secular, isso quer dizer que não temos como referencial ninguém que não seja cristão. Que em nossa playlist não existe musica que não seja cristã. Que em nossos momentos de descanso em nossas casa só ouvimos música cristã. Que em nossos carros só toca musica cristã. Que em nossas festas de casamento só existe música cristã. Enfim, quando nós podemos optar, sempre ouvimos música cristã e isso sabendo de que fonte ela está saindo.

      Agora isso não nos impede de assistir um filme, de ir a um restaurante que tenha musica ao vivo, de jogar um game, etc.
      A música faz parte do nosso dia-a-dia. Aqui em São Paulo por exemplo logo cedo você pode ouvir um caminhão que vende gás, tocando uma música irritante, mas que você sabe que é o caminhão de gás. Nem por isso eu irei cantar a música do gás o dia inteiro, ou irei buscar no youtube a musica do gás para ficar ouvindo.
      Outro exemplo, não irei cantar ou ouvir a música do Capitão América, do Homem de Ferro ou seja lá qual for o personagem, só porque assisto um filme não serei contaminado. O que comanda minha alma é meu o espirito, e meu espírito quer tudo o que vem de Deus.

      Outra coisa que eu já vi muito nas igrejas. Pessoas usarem solo de música secular durante o louvor. Aí eu pergunto, por quê? A boca fala e canta do que o coração está cheio e consequentemente a mão vai liberar através do instrumento aquilo o que está no coração de quem está no altar.

      Estamos no mundo, mas não somos do mundo. E enquanto estivermos aqui, temos que fazer a diferença.

      Deus Abençoe

      28 de setembro de 2016 at 14:13

Deixar um comentário